segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Cadeia de abraços

“Abraçar é dizer com as mãos o que a boca não consegue.
Porque nem sempre existe palavra para dizer tudo.”


É forma incondicional.
Forma de dois ou vários corações se encontrarem.
E tudo o que você sente se dissolve…

Não é preciso palavras.
Deixa-se que os olhos falem e guardam-se os lábios para os beijos.
E seu efeito terapêutico será inegável!

É uma simplicidade de apego,
Na timidez de um encontro,
Quiçá o melhor lugar do mundo.

O paraíso que sempre sonhamos em conhecer.

Cadeia de abraços!
De tantas coisas boas juntas.
Coisas grandes, ricas, fortes e mágicas.

É só abrir os braços e o coração!

Texto original no Retratos da Alma, 13 de outubro de 2011

Marília Felix

7 comentários:

  1. Respostas
    1. Oi Maxwell!

      Você sempre tão presente aqui.
      Obrigada pelo carinho!

      Abraço forte!

      Excluir
  2. Tão lindo, puro e terno. Oferecerei ao meu amado a poesia dessa Graça que és Marília!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá, parabéns pelo seu blog.
    Te convido a conhecer o meu,
    http://carmasepalavras.blogspot.com/

    ;)

    ResponderExcluir

'Quem és tu que me lês? És o meu segredo ou sou eu o teu?'