domingo, 5 de junho de 2011

Arqueologia da amizade: @SilmaraMoreira

Sil,
            Eu poderia começar te parabenizando e desejando as melhores coisas no dia de hoje. Ou então fazer votos consagrados e estipulados pelas regras sociais em que vivemos. Mas não! Não posso te desejar essas coisas hoje, pelo simples fato de desejá-las sempre (pelo menos nos últimos meses)!
             Eu tenho que me aventurar, a rabiscar em meus devaneios, sentimentos que não fiquem presos somente no dia de hoje. Eu quero algo que me pareça permanente! Para que você as sinta de Junho a Junho, todo dia, a cada instante...
            Você, como ninguém sabe da incompletude da escrita. Às vezes ela é mal entendida. Mas no momento, é a única que tenho para fazer você saber, o orgulho e a admiração que tenho aqui dentro por ti. Quem sabe algum dia a gente não se encontra nas plantações do Mato  Grosso ou nas ruas de Sampa (risos). Já imaginou? A Família toda reunida e nós podermos dividir a calmaria do silêncio...? Ops, no nosso caso, seria “tagarelar”, já que falamos pelos cotovelos, ou melhor, pelos dedos, rsrs. MSN e SMS sempre ativos!
            Na verdade eu sempre achei tudo isso muito impossível. Muito distante. Porém, aos poucos e ao mesmo tempo rapidamente, fui percebendo que o sentimento da amizade não tem nada haver com a distância! A sua extensão está proporcionalmente ligada ao fato de apenas poder existir, ela precisa ser GRANDE para que em sua extensão abrigue o impossível.
            E como eu gosto do impossível! É nele que encontramos a verdadeira fórmula do “querer sempre mais”! Do se doar a mais! Refazer a toda a trajetória... até o início de quem somos.
            Pudera eu estar aí contigo! Pudera eu dar-te bem mais do que esse meu amor falho... Ou então tentar provar essa nossa Arqueologia de amizade. Tentar explicar os “por quês” da vida... Mas não! Quem ama de verdade não precisa de porquês.
            É assim:
A gente oferece uma experiência assustosa a vida e ela se encarrega da extremidade do amor! 

Parabéns Sil!
Obrigada por existir em minha vida e me permitir fazer parte da sua!
Beijos!

12 comentários:

  1. Sempre digo que palavras são uma ferramenta pobre para expressar sentimentos... essas coisas tão complexas de compreender e as vezes tão doloridas de sentir.
    Beijos a minha sobrinha caçula e beijos de aniversário na minha sobrinha Silmara!

    ResponderExcluir
  2. Adorei! Muitas pessoas gostaram da sua poesia... Beijos!!!

    ResponderExcluir
  3. Bela e querida homenagem, Má!!

    Vindo de você, só poderia esperar algo assim...

    A Sil merece!!

    Feliz niver e parabéns pela homenagem!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Amizades assim tão belas resistem ao tempo... É mais que bom ter amigos


    Querida, lá no blog tá rolando uma promoção de um livro, o sortei vai ser no dia 03 de julho, passa lá e participa.

    Ps.: Se alguém mais que segue o blog quiser participar ok, ok. isso é ótimo!


    Tenha um lindo domingo!!!!

    http://devaneiosfugazes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi menina Marília...

    Humpft...ando entrando pouco, e cansado, mas feliz...
    Que coisa linda esse texto...demais da conta !
    Nem vou entrar nos "detalhes", não é necessário. Sabe pq ? Espia só a forma como te conheci e o enorme carinho que cresceu entre nós ? Tá tudo explicado aí em cima...hum rum...

    Te desejo uma semana abençoada, repleta de serenidade e ponteada de muitos sorrisos, desses, lindões, que você sempre carrega contigo

    Beijosssssssssss e xerossssssssssssss

    N.e.o.q.e.a.v.

    ResponderExcluir
  6. Marilia linda!

    Já disse via sms, mas vou repetir.
    Aguardo o lançamento do seu livro!

    Sil!

    Você merece o melhor sempre.

    Beijos as duas!

    ResponderExcluir
  7. Lindo, e amizade que é amizade é isso aí mesmo. Tempo e distância são insignificantes, o que tem de ser levado em conta é a imensidão do sentimento.
    Adorei, Marília. *-*
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. É muito lindo homenagiar alguém querido.
    Ps. seu blog está muito lindo!

    ResponderExcluir
  9. Queriiiiida passando de novo para dizer que deixei Meme Literário pra vc lá no blog, são umas perguntas bem interessantes. Fico só curiosa pela resposta.
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Linda homenagem, Marília! Realmente, quem ama não precisa de porquês, pois tudo, absolutamente tudo, se resume no divino ato de amar!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Tem selinho pra vc no meu Blog (:

    Beijoos!!

    http://pathyoliver.blogspot.com/2011/06/selinho-comemorativo-400-seguidores.html

    ResponderExcluir
  12. Oi flor passando pra deixa rum beijo e desejar uma otima sexta feira, que ela seja doce sempre beijos meus...

    ResponderExcluir

'Quem és tu que me lês? És o meu segredo ou sou eu o teu?'