terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Conheço uma menina dos versos

Uma menina com poses delicadas
Uma menina com Sorriso discreto
Uma menina com Olhar misterioso

Cara de menina mimada
Um que de esquisita
Uma sensibilidade de flor
Um jeito encantado de ser
Um toque de intuição
Um tom de doçura

Menina que reflete lilás
Um brilho de estrela
Uma inquietude
Uma solidão de artista e um ar sensato de cientista.

Ela é intensa e tem mania de sentir por completo
De amar por completo
E de ser por completo.

Dentro dela tem um coração bobo
Que é sempre capaz de amar e de acreditar outra vez.

Numa mistura de menina romântica com um gosto ácido de mulher moderna.


Esse texto é um presente de uma Rosa querida.
De acordo com ela essas palavras revelam traços de minha personalidade.
Fiquei lisonjeada com a homenagem vinda de uma flor tão querida!

19 comentários:

  1. Que lindo!!!

    Uma homenagem mais do que merecida, vinda de uma pessoa especial!!

    Beijos às duas queridas!

    ResponderExcluir
  2. Minha flor de amiga!

    Fico contente com seu carinho diario lá no meu cantinho.
    Desejo uma maravilhosa e iluminada semana para ti tbm.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Como é linda uma menina de versos.
    Um bj querida amiga

    ResponderExcluir
  4. que essa menina mulher nunca mude :)

    beeeeeeeijo Marília

    ResponderExcluir
  5. Ah gente, eu estou sem palavras aqui!
    Imaginem só: Um presente vindo de uma Rosa!
    Para mim, essa flor é tão especial como a do Pequeno Prícipe era para ele.
    Bjos a todos!
    =)

    ResponderExcluir
  6. Marília, obrigado pela visita ao meu blog. Se puder, dê outra passadinha por lá para ler a série que começo a contar hoje sobre os bastidores da TV Globo, onde trabalhei e gravei inclusive o Jornal Nacional. Sua opinião é importante para mim.

    Obrigado, amiga!

    Bjos,

    Edward de Souza

    ResponderExcluir
  7. Lindoooo demais, querida! Parabéns as duas!
    Passei para ver as novidades no blog e me deparei lendo teu perfil... nossa, quanta sensibilidade demonstras ter!
    Bjo e sorrisos pra ti.

    ResponderExcluir
  8. Ah minha querida, mas do que merecida!
    Lindo lindo tudo isso!

    Concordo com a Re!
    Que isso nunca mude!

    Linda noite pra ti flor!
    Bjs & abraços!

    ResponderExcluir
  9. Oi menina Marilia...

    Justa homenagem ...hum rum...há de ficar muito orgulhosa sim, pq vc merece...e certamente é uma "flor" especial como a do nosso Le Petit Prince...

    Qto ao Diário de Anne Frank, iniciei uma "série" agora, pq apesar da menina Anne tê-lo escrito há quase 70 anos, são sempre atuais as suas reflexões...vale a pena, muito...

    Bjos carinhosos...Deus abençoe e vele teu soninho...

    ResponderExcluir
  10. "mistura de menina romântica com um gosto ácido de mulher moderna." Ameii :)

    ;**

    ResponderExcluir
  11. Me apaixonei pelos seus posts ! Seguindo (:

    ResponderExcluir
  12. Linda homenagem.
    É maravilhosos quando alguém nos elogia com palavras doces.

    Sim e quanto a pegunta deixada no meu Blog, eu vou começar no curso de exatas agora e você ainda faz exatas??? Vou lhe adicionar no orkut, me aceite lá, ok.Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Realmente achei muito parecido contigo, muito meigo e doce, adorei, bela homenagem, linda de mais! Profundo e sincero!!

    que você cresça cada vez mais com esse seu jeito tão maravilhoso!

    beijão!

    ResponderExcluir
  14. "Existem pessoas que nos roubam.
    Existem pessoas que nos devolvem..."
    (Pe. Fábio de Melo)

    Abraço bem forte a todos.
    :-)

    ResponderExcluir
  15. E ela descreveu LINDAMENTE você!!!

    Beijooo Marilia, querida!!!

    ResponderExcluir
  16. Bom dia Mari-linda!

    Quantos comentários lindos lindos

    Adorei

    Obrigada por me deixar participar dos seus dias.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Eu que agradeço por e todos aqui existirem e viverem em minha vida!

    "Eu fico grande cada vez que tenho a oportunidade de amar alguém de verdade."

    Abraços apertados a todos.
    =)

    ResponderExcluir

'Quem és tu que me lês? És o meu segredo ou sou eu o teu?'