domingo, 27 de fevereiro de 2011

Ver-sós

E o verdadeiro poema está no olhar...
Na cor de dentro do corpo,
Na imagem projetada em nossa alma,
Nas palavras que escorregam de nossos olhos

E assim a gente segue os versos
Completando as estrofes...

Insistindo em desentortar os caminhos,
Construir castelos sem pensar nas ventanias
Manter o “buquê de sorrisos” no rosto
Apesar das cachoeiras em nossos olhos

Por que aprendi que a vida é assim:
Meio áspera, meio encantada...

E lá vou eu, meio que sem rumo,
Nas minhas tentativas: Ver-sós
Às vezes meio cega, às vezes meio fraca
A tentar acertar os passos.
Com lágrimas de felicidade...
(Marília Felix)

37 comentários:

  1. Gostei de te ler... uma delicia! Voltarei...


    Beijos,
    AL

    ResponderExcluir
  2. Oi Marília...
    Em primeiro lugar obrigada pela visita, é sempre um prazer ter novos amigos.Com relaçao a sua linda poesia, acho que viver é bem assim, estar pronta para irregularidades da vida,não há certezas, eternidades e nem tão pouco a promessa de felicidade sem fim.
    E assim vamos vivendo...
    beijos e um ótimo final de semana

    ResponderExcluir
  3. Eu tô apaixonada por tudo o que escreve! Me identifico demais ><

    ResponderExcluir
  4. Eu tô apaixonada por tudo o que escreve e me identifico demais ><

    ResponderExcluir
  5. Ei Marília! Sinto-me muito bem recebida nesta casa sempre linda. Belíssima poesia. Sua foto está linda, adorei! Tem selo para vc lá no Memórias (no menu "Presente")! Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Boa noite menina Marília...

    É, a vida é assim mesmo...meio dura, mas cheia de magia...o importante é ter consciência disso, e aproveitar cada momento como se fora único...

    Beijos de fim de domingo...que tua semana seja ILUMINADA como é a Estrela que me enviou...
    Xêrooooooooooooooooo hehehehe Deus te abençoe !

    ResponderExcluir
  7. Ao meu silêncio chegou um riso
    O meu desejo mora no limite da razão
    Roubando os segredos do corpo
    Lembro as tuas mãos como uma torrente de emoção

    Lembro que enchi o vazio da tua alma
    Enjauladas as asas morrem de dor
    A beleza é um momento eterno
    É o espelho de água onde se contempla o amor


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  8. E assim eu continuo a caminhar dentro dos versos, nas estrofes da Vida. Meio que Ver-sós!
    Bjos gigantes a todos! =)

    ResponderExcluir
  9. Há que continuar a caminhar rumo às metas que nos enchem de alegria!
    Adorei!

    Tudo de bom,

    Samuel Pimenta.

    ResponderExcluir
  10. Olá Marília, que lindo seu texto-poema, adorei!

    Para você: Amar é olhar, é aceitar, é dar e perder. Amar é bem, é riqueza. Importa o amor desinteressado. Podemos amar o verdadeiro, a justiça, a beleza, os familiares, as pessoas que nos cercam.

    Que os dias futuros sejam plenos de amor. Assim, a vida se torna melhor. Tenha uma linda semana plena de amor, paz, muita alegria.

    Bjus,

    Edward de Souza

    ResponderExcluir
  11. Marília, convido-a para ler o segundo capítulo de "O dia em que gravei o Jornal Nacional".

    Bjus,

    Edward de Souza

    ResponderExcluir
  12. Anita Godoy escreveu:

    "Somos os arquitetos do nosso destino, pois nascemos para educar nossos espíritos e para evoluir. No momento em que entendermos que ninguém pode nos fazer felizes ou infelizes e que somos nós os únicos responsáveis pelo nosso sucesso ou fracasso; alegria ou tristeza; saúde ou doença; céu ou inferno, assumimos a responsabilidade pela nossa existência, e vamos a luta para realizar nossos projetos, e buscar nossa felicidade."

    Mari-linda

    A cada dia me encontro mais e mais nas suas palavras.

    Um beijo doce nessa alma que me encanta!

    ResponderExcluir
  13. Nossa!Gostei muito do que você escreve. Já pensou em publicar? Se quiser pode dar uma olhada na proposta da Andross Editora lá no blog "Boatos e Afins"
    gostei, fiquei e voltarei mais vezes.
    Um super beijo e aproveite para participar do sorteio.

    http://www.boatosafins.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. As melhores poesias que conheçam são em forma de pessoas.

    ResponderExcluir
  15. Oláaaaaaa menina Marília...

    Minha noite só se torna ILUMINADA depois de sua visita, da Cris, da Márcinha, da Néia...etc...
    Hehehehe
    Xeroooooooooooooooo Deus te abençoe !
    Fica bem...Bjos !

    ResponderExcluir
  16. Oi Minha flor obrigada pelos votos de melhoras, graças a Deus estou bem melhor, passando pra deixar um beijos e lhe desejar uma semana maravilhosa e iluminada..

    Lindo texto sim senhora!!!!

    beijosss,

    ResponderExcluir
  17. O que seria dos poemas sem a essência humana? Lindo poema. Beijinhos e uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  18. Marília a vida é maravilhosa e a capacidade de ensinar que ela tem é incrível...
    Bom é seguir com olhos atentos e com o coração livre!
    beijo no seu.

    ResponderExcluir
  19. 'E lá vou eu, meio que sem rumo,
    Nas minhas tentativas: Ver-sós
    Às vezes meio cega, às vezes meio fraca...'

    Mas sempre com poesia na vida.

    *
    *

    Ah minha querida, como é bom ler suas escritas, sempre com
    tanta delicadeza e sensibilidade.
    Muito lindo!

    Tenha uma linda semana!
    Bjs & abraços!

    ResponderExcluir
  20. Lindona pega la no meu post selinho oficial , ofereço para teu blog com mto carinho bjussss

    ResponderExcluir
  21. Lindo!
    Adoro ir sem aonde nem para quê! Só ir!

    Obrigado por tua visita ao meu blog!

    GK

    ResponderExcluir
  22. Se publicar eu compro o seu livro, viu Marília?!
    Adoro as coisas q vc escreve, são de uma sutileza tão linda...
    adoro vir aqui no seu cantinho, eh como se eu viesse a um rio de águas límpidas e lavasse a alma. Saio renovada.
    Bjus, querida!!!

    ResponderExcluir
  23. COMO PARTICIPAR NAS EDIÇÕES DO EPISÓDIO CULTURAL?
    O Fanzine Episódio Cultural é uma publicação bimestral sem fins lucrativos, distribuído na região sul de Minas Gerais, São Paulo (capital), Belo Horizonte e Salvador-BA. Para participar basta mandar um artigo: poema, um conto, matérias (esporte, arte, sociedade, curiosidades, artesanato, artes plásticas, artes cênicas, biografias, etc.) em Times Roman 12. Pode mandar também artigos que abordem: cinema, teatro, esporte, moda, saúde, comportamento, curiosidades, folclore, turismo, biografias, sinopses de livros, dicasde sites, institutos culturais, entre outros.
    Mande em anexo uma foto pessoal para que seja publicada juntamente com a sua matéria.. Mande também (se desejar) uma imagem correspondente ao assunto abordado. Caso o artigo não seja de sua autoria, favor informar a fonte.
    PARA ENTRAR COM CARLOS (Editor)
    Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=1464676950&ref=profile
    machadocultural@gmail.com

    ResponderExcluir
  24. Oi menina Marília...
    Humpft...agora o cantinho tá SHOW...
    Do lado direito, estrela de Marília...
    Do lado esquerdo, selo de Márcinha Mendonça...
    Tá chique por demais...
    Hehehehe
    Xerooooooooooooooooooooo menina...
    Deus te abençoe ! Tenha lindos sonhos viu ?
    Beijos !

    ResponderExcluir
  25. Faz tempo que não leio algo tão lindo e que me toque tão profundamente. meus aplausos.
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  26. Tem (vários)selos pra você lá no meu blog:

    meninasegredos.blogspot.com

    Bjaum.*.*.

    ResponderExcluir
  27. Tem selinho pra vc no meu blog...

    Beijoos

    http:pathyoliver.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. Que lindo!!

    Suas letras encantam!!!

    Mesmo!

    Beijo carinhoso!

    ResponderExcluir
  29. Estou com problemas sérios de saudades!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  30. E o verdadeiro poema está no olhar...
    acho que tudo esta no olhar não é mesmo ?
    beeeijos

    ResponderExcluir
  31. Marilia,

    Vim reler-te, rever-te... e deixar um beijo!

    AL

    ResponderExcluir
  32. Marília, você escreve lindamente.

    Seguindo-te!!

    ResponderExcluir
  33. Sinto energia neste blog, e faz-me sentir bem!
    Sou a tua nova seguidora, e espero que este seja o primeiro de muitos comentários.
    Continua assim!
    Maior beijo

    ResponderExcluir

'Quem és tu que me lês? És o meu segredo ou sou eu o teu?'