sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Ritmo da passada

Não me divida.
Me multiplique.
Não me conforte.
Me afague.
Não me deseje.
Me desliza.
Não me pergunte.
Me envolva.
Não me leia.
Me sinta.
Não me olhe.
Me respire.
Não me domine.
Me acarrete.
Não me siga.
Me escale.
Não me perca.
Me encontre.

Eu não tenho pressa.
Sentir a vida é o melhor caminho!
É o que nos resta.
Desacelerar e deixar o coração ditar o ritmo da passada...

marília felix

10 comentários:

  1. Me mata de orgulho essa meninaa... Carreeego, q coisa linda q vc escreveu!!!
    Bjuus

    ResponderExcluir
  2. Eh isso mesmo o q devemos fazer se quisermos ter uma vida mais tranquila.
    Sábias palavras, Mari!
    Bjus

    ResponderExcluir
  3. Tudo que se quer é ser percebido na totalidade, néam, flor?

    ;)

    Beijocas.

    ResponderExcluir
  4. Passei pra te desejar um maravilhoso mês de Novembro e para agradecer todas as vezes que você carinhosamente esteve visitando meu blog.
    Espero que volte em breve...

    Beijos
    Ani

    http://cristalssp.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Deixar o coração bater a seu ritmo para que possa viver a sua maneira.

    beijos linda!!!

    ResponderExcluir
  6. Que lindo, Mari!

    O coração sempre sabe o que fazer, vamos permitir então que ele dite o ritmo, a direção.

    Quanta leveza você tem!

    beeijo*

    ResponderExcluir
  7. E pressa na maioria das vezes só atrapalha,bom mesmo é a gente ir curtindo cada dia,cada momento,sendo feliz com a nossa vida e deixa o destino juntar o que for pra ser e separar o que não dá mais.
    Abraço,=)

    ResponderExcluir
  8. Não tenho pressa, mas não quero perder mais tempo.

    Amo-te!

    (Será que estou comentando pela segunda vez este post? o.O)

    ResponderExcluir
  9. Amo demais ter você por lá, sempre...

    Obrigada por isso!!

    Beijos, querida!

    ResponderExcluir
  10. (...)não me leia , me sinta..
    *----*
    Impossível ler suas poesias e ficar só nisso!
    -
    Negaa, que saudade de vc tbm!!!!!

    ResponderExcluir

'Quem és tu que me lês? És o meu segredo ou sou eu o teu?'