segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Atemporal


Por favor, não me peça para esperar,
Não me analise, não fique procurando cada defeito meu...

No coração, o tempo não tem ritmo,
O tempo não comanda.
A felicidade se designa na certeza do ‘para sempre’, do insaciável.

Você entende o que o outro sente, mesmo quando ele não está ali.

Amor é tempo de inconstâncias.
Por essência, é criar belezas.

É voltar no tempo.
É estar no tempo certo.

Quiçá, é fazer escolhas.
As melhores, de preferência!

No amor não existe prazo de validade.
Amor é atemporal!
Ele excede o tempo, no passado, no presente e no futuro.

(Marília Felix)

3 comentários:

  1. Vengo del Blog de EVANIR (aviagen) y me ha encantado Tu Mágico Espacio; por lo cual, si no te importa, me hago seguidor de tan bello Rincón.
    ¡¡¡Ah!!!Si puedes pásate por mi blog:
    http://poesiayvivencias.blogspot.com.es/
    Abrazos.

    ResponderExcluir
  2. Essa inconstância duradoura do amor. Permanece mesmo que findo, se não no presente doído, no passado saudoso.

    Ê menina pra escrever bonito!

    ResponderExcluir

'Quem és tu que me lês? És o meu segredo ou sou eu o teu?'